Postagem em destaque

NOSSAS REDES SOCIAIS

sábado, 4 de dezembro de 2021

HINÁRIO LITÚRGICO 2 - CNBB

 Aos caros amigos, seguidores e admiradores do nosso trabalho, saudações!


Salve Maria, viva Cristo Rei!


Deixo aqui, no link, a seguir, o hinário litúrgico 2 - da CNBB - na íntegra, pois, NÃO SE ACHA MAIS PARA COMPRAR EM LUGAR NENHUM DO BRASIL, portanto, escaneei, digitalizando o mesmo, que tem 31 anos de existência, pois, comprei quando começamos o Ministério em 1990.

Por favor, caso você, e/ou seu ministério de música ou paróquia, quiserem, por favor, clique no link a seguir:

 

HINÁRIO LITÚRGICO 2 - CNBB 

 

E, quando for solicitado para digitar o "Código para extração" (acesso aos arquivos do Hinário Litúrgico) - Basta digitar: 

 

Código de extração: 8e6p

 

Que possamos cantar a liturgia, adequadamente, em nossas celebrações e paróquias.

Um abraço para todos.

 

Deus sempre.

Fabio Tadeu Rocchi

(fundador e coordenador litúrgico do Ministério de Música Crux Sacra)


sábado, 17 de julho de 2021

CATEQUESE - IDEIAS - DESENVOLVIMENTO - 1º ENCONTRO - JESUS NASCEU!

 Olá, meus amigos, tudo bem?

Espero que sim!!!


Conforme prometi, farei, dentro do contexto, e do que manda a Santa Igreja, dentro da Tradição, Magistério e Sagrada Escritura, vamos conversar sobre a Catequese, e formas de como ministrar os encontros.


Serão ideias que, tentarei ajudar, a muitos amigos e amigas que, sempre me pedem algum auxílio.


O material para o primeiro encontro, que disponibilizarei em vídeo, aqui, em breve, está aqui.


MATERIAL DE APOIO - Caso queira baixar, fique a vontade, pois, é apenas uma forma de auxílio em sua caminhada como Catequista.


E, dentro de minha vocação, buscarei auxiliar a todos, neste caminho, de forma (a princípio) semanal.


Obs: O vídeo será liberado logo mais.


Um grande abraço à todos, e que Jesus, Nossa Senhora e São José nos abençoem e protejam sempre.


Deus sempre.


Fabio Tadeu Rocchi

Fundador e Coordenador do Ministério de Música "Crux Sacra".

www.cruxsacra.net 

+55 (11) 99324-4933 (WhatsApp e Telegram)

sábado, 12 de junho de 2021

12 de Junho - São Gaspar de Búfalo

Gaspar nasceu no dia 6 de janeiro de 1786, em Roma. Filho de Antônio e Anunciata Quarteroni. Foi companheiro de Vicente Strambi nas missões, que o definia como “terremoto espiritual”. O povo o chamava de “anjo da paz”, devido às suas pregações serem pacíficas e caridosas. Com estas armas da paz e da caridade conseguiu conter os bandidos que proliferavam nas periferias de Roma.

O Papa Leão XII recorreu a Gaspar de Búfalo devido à proliferação do banditismo, o qual, conseguiu amansar os mais temíveis bandidos. O Papa João XXIII definiu-lhe como: “Glória toda resplandecente do clero romano, verdadeiro e maior apóstolo da devoção ao Preciosíssimo Sangue de Jesus no mundo”. Em 1810, uma piedosa religiosa dizia que surgiria um zeloso sacerdote que sacudiria o povo da sua indiferença, mediante a propagação da devoção ao Precioso Sangue de Cristo. Naquele ano Gaspar de Búfalo, com dois anos de sacerdócio, tinha sido preso por ter rejeitado o juramento de fidelidade a Napoleão. Libertado do cárcere, após a queda de Napoleão, Gaspar recebeu de Pio VII a incumbência de se dedicar às missões populares pela restauração religiosa e moral do Estado Pontifício. Ele empreendeu essa nova cruzada em nome do Precioso Sangue de Jesus, tornando-se o ardoroso apóstolo desta devoção.

Faleceu no dia 28 de dezembro de 1837, em Roma, em um quarto em cima do Teatro Marcelo, São Vicente Palloti, seu contemporâneo, teve a visão de sua alma que subia ao encontro de Cristo, como uma estrela luminosa. A fama de sua santidade não demorou a atingir o mundo todo. Beatificado em 1904, foi canonizado por Pio XII em 1954.

São Gaspar de Búfalo, rogai por nós.



Liturgia do dia 12 de Junho de 2021 - Imaculado Coração de Maria.

IMACULADO CORAÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA

 

Nota Histórica

Festa
Memória mariana de origem devocional, instituída por Pio XII, esta celebração do Imaculado Coração da Virgem Santa Maria convida-nos a meditar no mistério de Cristo e da Virgem Maria, na sua interioridade e profundidade. Maria, que conservava no seu coração os mistérios da salvação, é morada do Espírito Santo, sede da sabedoria, imagem e modelo da Igreja, que escuta e dá testemunho da mensagem do Senhor.

 

Missa

IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Salmo 12, 6
O meu coração exulta em Deus meu Salvador.
Cantarei ao Senhor por tudo o que Ele fez por mim.


Diz-se o Glória.


ORAÇÃO COLECTA
Senhor nosso Deus, que preparastes no coração da Virgem Santa Maria uma digna morada do Espírito Santo, transformai-nos, por sua intercessão, em templos da vossa glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Is 61, 9-11
«Exulto de alegria no Senhor»

Leitura do Livro de Isaías
A linhagem do povo de Deus será conhecida entre os povos e a sua descendência no meio das nações. Quantos os virem terão de os reconhecer como linhagem que o Senhor abençoou. Exulto de alegria no Senhor, a minha alma rejubila no meu Deus, que me revestiu com as vestes da salvação e me envolveu num manto de justiça, como noivo que cinge a fronte com o diadema e a noiva que se adorna com as suas jóias. Como a terra faz brotar os germes e o jardim germinar as sementes, assim o Senhor Deus fará brotar a justiça e o louvor diante das nações.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL 1 Sam 2, 1.4-5.6-7.8abcd (R. 1a)
Refrão: O meu coração exulta no Senhor, meu Salvador.

Exulta o meu coração no Senhor,
no meu Deus se eleva a minha fronte.
Abre-se a minha boca contra os inimigos,
porque me alegro com a vossa salvação.

A arma dos fortes foi destruída
e os fracos foram revestidos de força.
Os que viviam na abundância andam em busca de pão
e os que tinham fome foram saciados.
A mulher estéril deu à luz muitos filhos
e a mãe fecunda deixou de conceber.

É o Senhor quem dá a morte e dá a vida,
faz-nos descer ao túmulo e de novo nos levanta.
É o Senhor quem despoja e enriquece,
é o Senhor quem humilha e exalta.

Levanta do chão os que vivem prostrados,
retira da miséria os indigentes;
fá-los sentar entre os príncipes
e destina-lhes um lugar de honra.


ALELUIA cf. Lc 2, 19
Refrão: Aleluia. Repete-se

Bendita seja a Virgem Santa Maria,
que conservava a palavra de Deus,
meditando-a em seu coração. Refrão


EVANGELHO Lc 2, 41-51
«Guardava todas estes acontecimentos em seu coração»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, pela festa da Páscoa. Quando Ele fez doze anos, subiram até lá, como era costume nessa festa. Quando eles regressavam, passados os dias festivos, o Menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que seus pais o soubessem. Julgando que Ele vinha na caravana, fizeram um dia de viagem e começaram a procurá-l’O entre os parentes e conhecidos. Não O encontrando, voltaram a Jerusalém, à sua procura. Passados três dias, encontraram-n’O no templo, sentado no meio dos doutores, a ouvi-los e a fazer-lhes perguntas. Todos aqueles que O ouviam estavam surpreendidos com a sua inteligência e as suas respostas. Quando viram Jesus, seus pais ficaram admirados; e sua Mãe disse-Lhe: «Filho, porque procedeste assim connosco? Teu pai e eu andávamos aflitos à tua procura». Jesus respondeu-lhes: «Porque Me procuráveis? Não sabíeis que Eu devia estar na casa de meu Pai?». Mas eles não entenderam as palavras que Jesus lhes disse. Jesus desceu então com eles para Nazaré e era-lhes submisso. Sua Mãe guardava todas estes acontecimentos em seu coração.
Palavra da salvação.



ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Ouvi, Senhor, as orações dos vossos fiéis e aceitai os dons que Vos oferecemos, ao celebrar a memória da Virgem Mãe de Deus, para que esta oblação Vos seja agradável e nos obtenha o auxílio da vossa misericórdia. Por Nosso Senhor.


Prefácio I ou II da Virgem Santa Maria


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Lc 2, 19
Maria guardava todas estas palavras,
meditando-as em seu coração.



ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Senhor, que nos fizestes participar no sacramento da redenção eterna, concedei que, ao celebrarmos a memória da Mãe do vosso Filho, nos alegremos com a plenitude da vossa graça e sintamos crescer continuamente em nós os frutos da salvação. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.



sexta-feira, 11 de junho de 2021

Santo do dia - 11 de junho de 2021 - São Barnabé.

11 de junho, dia de São Barnabé.

Seu nome era José, chamado pelos apóstolos de Barnabé, que quer dizer “filho da consolação”.
O santo de hoje pertenceu a ‘era apostólica’, chamado também de Barnabé apóstolo, embora não tenha pertencido ao grupo dos Doze Apóstolos. Nós encontramos o seu testemunho enraizado nas Sagradas Escrituras, nos Atos dos Apóstolos 4,32ss.
Barnabé evangelizou comunitariamente, e o Espírito Santo contou com ele para que outro apóstolo exercesse o ministério: São Paulo. “Então Barnabé o tomou consigo, levou-o aos apóstolos e contou-lhes como Saulo tinha visto no caminho, o Senhor, que falara com ele, e como, na cidade de Damasco, ele havia pregado, corajosamente, no nome de Jesus. Daí em diante, Saulo permanecia com eles em Jerusalém e pregava, corajosamente, no nome do Senhor” (Atos 9,27-28).
Escritos antigos dizem que Barnabé passou por Roma e morreu, no ano 70, em Salamina, por apedrejamento.
São Barnabé, rogai por nós!



Liturgia de 11 de junho de 2021 - Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

Agenda litúrgicaSexta-feira da semana X

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS – SOLENIDADE
Branco – Ofício da solenidade. Te Deum.
Missa própria, Glória, Credo, pf. próprio.

L 1 Os 11, 1. 3-4. 8c-9; Is 12, 2. 3. 4bcd. 5-6
L2 Ef 3, 8-12. 14-19
Ev Jo 19, 31-37

* Proibidas as Missas de defuntos, exceto a exequial.
* Na Diocese de Beja – Sagrado Coração de Jesus, Titular da Catedral.
* Na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos), na Congregação dos Sagrados Corações, na Congregação das Irmãs da Caridade do Sagrado Coração de Jesus, na Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, na Congregação das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, na Congregação de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor, na Congregação dos Rogacionistas do Coração de Jesus, nos Missionários Combonianos do Coração de Jesus, e nas Oblatas do Divino Coração – Sagrado Coração de Jesus, Titular.
* II Vésp. da solenidade – Compl. dep. II Vésp. dom.

 

 

MissaANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 32, 11.19
Os pensamentos do seu coração permanecem
por todas as gerações
para libertar da morte as almas dos seus fiéis,
para os alimentar no tempo da fome.
Diz-se o Glória.


ORAÇÃO COLECTA
Concedei, Deus todo-poderoso,
que ao celebrar a solenidade do Coração
do vosso amado Filho,
recordemos com alegria as maravilhas do vosso amor
e mereçamos receber desta fonte divina
a abundância dos vossos dons.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Ou
Deus de bondade, que no Coração do vosso Filho,
ferido pelos nossos pecados,
nos abristes os tesouros infinitos do vosso amor,
fazei que, prestando-Lhe a homenagem da nossa piedade,
cumpramos também o dever de uma digna reparação.
Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Os 11, 1.3-4.8c-9
«O meu coração agita-se dentro de mim»

De Deus só sabemos falar à maneira humana, e Ele mesmo, quando quis entrar em diálogo connosco, falou-nos em linguagem de homem, que outra não sabemos entender. É nesta linguagem que o profeta nos anuncia, de maneira veemente, o amor de Deus por nós.

Leitura da Profecia de Oseias
Eis o que diz o Senhor: «Quando Israel era ainda criança, já Eu o amava; do Egipto chamei o meu filho. Eu ensinava Efraim a andar e trazia-o nos braços; mas não compreenderam que era Eu quem cuidava deles. Atraía-os com laços humanos, com vínculos de amor. Tratava-os como quem pega um menino ao colo, inclinava-Me para lhes dar de comer. O meu coração agita-se dentro de Mim, estremece de compaixão. Não cederei ao ardor da minha ira, nem voltarei a destruir Efraim. Porque Eu sou Deus e não homem, sou o Santo no meio de ti e não venho para destruir».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Is 12, 2-3.4bcd.5-6 (R. cf. 3)
Refrão: Ireis com alegria às fontes da salvação. Repete-se

Ou: Bebereis com alegria
das fontes da salvação. Repete-se

Deus é o meu Salvador,
tenho confiança e nada temo.
O Senhor é a minha força e o meu louvor,
Ele é a minha salvação. Refrão

Tirareis água, com alegria,
das fontes da salvação.
Agradecei ao Senhor,
bendizei o seu nome. Refrão

Anunciai aos povos a grandeza das suas obras,
proclamai a todos que o seu nome é santo.
Cantai ao Senhor, porque Ele fez maravilhas,
anunciai-as em toda a terra. Refrão

Entoai cânticos de alegria e exultai,
habitantes de Sião:
porque é grande no meio de vós
o Santo de Israel. Refrão


LEITURA II Ef 3, 8-12.14-19
«Conhecer a caridade de Cristo,
que ultrapassa todo o conhecimento»

O amor de Deus conhece-se pela manifestação que d’Ele nos é feita em seu Filho. É por Ele que nos é dado conhecer o desígnio do Pai, o qual não é outro senão o de chamar todos os homens para formarem um só corpo em Cristo Jesus, corpo este de que a Igreja é sinal.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Efésios
Irmãos: A mim, o último de todos os cristãos, foi concedida a graça de anunciar aos gentios a insondável riqueza de Cristo e de manifestar a todos como se realiza o mistério escondido, desde toda a eternidade, em Deus, criador de todas as coisas. E agora é por meio da Igreja, que se dá a conhecer aos principados e potestades celestes a multiforme sabedoria de Deus, realizada, conforme o seu eterno desígnio, em Jesus Cristo, Nosso Senhor. Assim, é pela fé em Cristo que podemos aproximar-nos de Deus com toda a confiança. Por isso, dobro os joelhos diante do Pai, de quem recebe o nome toda a paternidade nos céus e na terra, para que Se digne, segundo as riquezas da sua glória, armar-vos poderosamente pelo seu Espírito, para que se fortifique em vós o homem interior e Cristo habite pela fé em vossos corações. Assim, profundamente enraizados na caridade, podereis compreender, com todos os cristãos, a largura, o comprimento, a altura e a profundidade do amor de Cristo, que ultrapassa todo o conhecimento, e assim sejais totalmente saciados na plenitude de Deus.
Palavra do Senhor.


ALELUIA Mt 11, 29ab
Refrão: Aleluia. Repete-se

Tomai o meu jugo sobre vós, diz o Senhor,
e aprendei de Mim,
que sou manso e humilde de coração. Refrão

Ou: 1 Jo 4, 10b
Deus amou-nos e enviou o seu Filho,
como vítima de expiação pelos nossos pecados.
Refrão


EVANGELHO Jo 19, 31-37
«Trespassou-Lhe o lado e saiu sangue e água»

A melhor representação do Coração de Jesus é o Senhor crucificado, deixando sair do seu lado, aberto pela lança, o sangue e a água, figura dos sacramentos da Igreja, aí, nesse momento, nascida como Eva nascera do lado de Adão adormecido.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Por ser a Preparação da Páscoa, e para que os corpos não ficassem na cruz durante o sábado – era um grande dia aquele sábado – os judeus pediram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas e fossem retirados. Os soldados vieram e quebraram as pernas ao primeiro, depois ao outro que tinha sido crucificado com ele. Ao chegarem a Jesus, vendo-O já morto, não Lhe quebraram as pernas, mas um dos soldados trespassou-Lhe o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água. Aquele que viu é que dá testemunho e o seu testemunho é verdadeiro. Ele sabe que diz a verdade, para que também vós acrediteis. Assim aconteceu para se cumprir a Escritura, que diz: «Nenhum osso lhe será quebrado». Diz ainda outra passagem da Escritura: «Hão-de olhar para Aquele que trespassaram».
Palavra da salvação.


Diz-se o Credo.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Olhai, Senhor,
para o inefável amor do Coração do vosso Filho
e fazei que a nossa oferenda Vos seja agradável
e sirva de reparação pelos nossos pecados.
Por Nosso Senhor.


PREFÁCIO
O Coração de Cristo, fonte de salvação
V. O Senhor esteja convosco.
R. Ele está no meio de nós.
V. Corações ao alto.
R. O nosso coração está em Deus.
V. Dêmos graças ao Senhor nosso Deus.
R. É nosso dever, é nossa salvação.

Senhor, Pai santo, Deus eterno e omnipotente,
é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação
dar-Vos graças, sempre e em toda a parte,
por Cristo, nosso Senhor.

Elevado sobre a cruz,
com admirável amor deu a sua vida por nós
e do seu lado trespassado fez brotar sangue e água,
donde nasceram os sacramentos da Igreja,
para que todos os homens,
atraídos ao Coração aberto do Salvador,
pudessem beber com alegria nas fontes da salvação.

Por isso, com os Anjos e os Santos,
proclamamos a vossa glória, cantando numa só voz:
Santo, Santo, Santo,
Senhor Deus do universo.
O céu e a terra proclamam a vossa glória.
Hossana nas alturas.
Bendito O que vem em nome do Senhor.
Hossana nas alturas.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Jo 7, 37-38
Se alguém tem sede, venha a Mim e beba, diz o Senhor.
Se alguém acredita em Mim,
do seu coração brotará uma fonte de água viva.
Ou Jo 19, 34
Um dos soldados abriu o seu lado com uma lança
e dele brotou sangue e água.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Fazei, Senhor, que este sacramento do vosso amor
nos una sempre mais a Jesus Cristo, vosso Filho,
de modo que, inflamados na caridade,
saibamos reconhecê-l’O nos nossos irmãos.
Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


quarta-feira, 9 de junho de 2021

10 de junho - Santo Anjo da Guarda de Portugal

Anjo da Paz, da Pátria, da Eucaristia. As três aparições desse anjo em Portugal compuseram o ciclo angélico da mensagem de Fátima.

Na primavera de 1916, as 3 crianças estavam na Loca do Cabeço (Fátima) a pastorear, quando apareceu-lhes um jovem de mais ou menos 14 ou 15 anos, mais branco que a neve, dizendo: “Não temais, sou o Anjo da Paz, orai comigo: Meu Deus eu creio, adoro, espero e amo-vos. Peço-vos perdão para os que não creem, não adoram, não esperam e não vos amam”. As crianças rezaram por três vezes, com o rosto ao chão. Depois ouviram do anjo: “Orai assim. Os corações de Jesus e de Maria, estão atentos à voz de vossas súplicas”. Essa oração acompanhou os pastorinhos sempre.

A segunda aparição deu-se num dia de verão, no quintal da casa de Lúcia, no Poço do Arneiro. As crianças estavam brincando sobre o poço, quando o anjo apareceu-lhes dizendo: “Que fazeis? Orai, orai muito. Os corações santíssimos de Jesus e de Maria, tem sobre vós desígnios de misericórdia… eu sou o Anjo da sua guarda, o anjo de Portugal”.

Na terceira aparição, outono do mesmo ano, novamente na Loca do Cabeço, as crianças rezavam a oração que aprenderam na primeira aparição, e o Anjo lhes apareceu com o cálice e uma hóstia. A hóstia a pingar gotas de sangue no cálice. Elas ajoelharam, e o anjo ensinou-lhes esta oração profundíssima que diz da essência da mensagem de Fátima: “Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espirito Santo, adoro-vos profundamente. E ofereço-vos o Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo presente em todos os sacrários da Terra. Em reparação aos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido, e pelos méritos infinitos do Seu Santíssimo Coração e do Coração Imaculado de Maria, peço-vos a conversão dos pobres pecadores”. Depois disso, o Anjo da Eucaristia, entregou a hóstia para Lúcia e o cálice entre Francisco e Jacinta e disse-lhes: “Tomai e bebei o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, horrivelmente ultrajado pelos homens ingratos. Reparai os seus crimes e consolai o vosso Deus.”

Esta oração nos une com Maria, ao reparador Jesus Cristo, no mistério da Eucaristia para a glória da Santíssima Trindade.

Santo Anjo da Guarda de Portugal, rogai por nós!

09 de Junho - São José de Anchieta

Nascido nas Ilhas Canárias, pertencente a uma grande família de 12 irmãos, o santo de hoje viveu no século XVI. Por motivos de estudo, foi enviado para Coimbra, Portugal, local onde teve o primeiro contato com a Companhia de Jesus e com o testemunho de São Francisco Xavier.

Muitas coisas o levaram a discernir seu chamado à vida religiosa, e aos 17 anos, diante de uma imagem de Nossa Senhora, ele fazia o seu compromisso de abandonar tudo e servir a Deus. Anchieta entrou na Companhia de Jesus, em 1551, onde fez um noviciado exigente, e, mesmo com a saúde frágil, fez os seus votos de castidade, pobreza e obediência em 1553.

Neste mesmo ano, foi enviado para o Brasil, e chegando na Terra de Santa Cruz ele pôde evangelizar. Ainda não era sacerdote. Estudava Filosofia, Teologia, e sempre evangelizando, dando aulas, indo ao encontro dos indígenas. Respeitava a cultura do povo, conheceu a língua Tupi-Guarani para melhor evangelizar. Homem fiel à santa doutrina, à sua congregação e, acima de tudo, fiel ao Espírito Santo. Esteve em diversos lugares do Brasil, como São Paulo, Rio de janeiro, Espírito Santo, Bahia etc. Consumia-se na missão.

José de Anchieta é um modelo para todos os tempos, para uma nova evangelização no poder do Espírito Santo e com profundo respeito a quem nos acolhe, a quem é chamado também a ser inteiro de Jesus.

Considerado o “Apóstolo do Brasil”, José de Anchieta foi beatificado, em 22 de junho de 1980, pelo Papa João Paulo II; e no dia 3 de abril de 2014, foi declarado santo por intermédio de um decreto assinado pelo Papa Francisco.

São José de Anchieta, rogai por nós!

08 de junho de 2021 - São Medardo

O nome do santo recordado neste dia significa “audaz”.

Medardo nasceu em Salenci, perto de Noyon, seu pai era um senhor franco, chamado Netardo, e sua mãe uma gaulesa, chamada Protágia.

Tinha a maior riqueza: a fé no amor de Deus. Ele foi crescendo na piedade e na generosidade, tanto que, diante de um pobre viajante, que, tendo sido roubado o seu cavalo, ele chorava copiosamente e, por isso, o santo deu a ele generosamente o seu próprio cavalo.

Medardo queria uma vida de consagração total. Seu pai, que o conhecia e amava, foi quem mais o ajudou a perceber sua vocação ao sacerdócio ordenado. Com 33 anos ele tornou-se padre. Um homem apostólico que preferia os pobres e mais sofridos.

O santo de hoje, depois de viver seu apostolado como sacerdote, foi escolhido para ser bispo de Vermandois por São Remi por volta do ano 530. O bispo de Tournai, Santo Eleutério, faleceu algum tempo depois, e Medardo foi eleito, com o consentimento do rei Clotário e também do povo e do clero, para o governo dessa igreja, com a de Noyon. As duas igrejas, governadas por um mesmo bispo, permaneceram unidas durante seiscentos anos.

Como um grande pastor, converteu pagãos com suas pregações. Sua generosidade continuou sendo instrumento de evangelização para muitos nas palavras e nas obras. Faleceu em 560, tornando-se para nós um grande exemplo e intercessor.

São Medardo, rogai por nós!



segunda-feira, 7 de junho de 2021

07 de Junho de 2021 - Santo Antônio Maria Gianelli

Antônio Maria Gianelli nasceu no dia 12 de abril de 1789, em Cereta, Itália. Seus pais eram pobres agricultores e não tinham meios para que o filho continuasse seus estudos. Todavia, uma senhora chamada Nicoletta Assereto, dona das terras que eles cultivavam, custeou os estudos do jovem, que pôde frequentar, como aluno externo, as aulas do seminário e, depois, entrar e ordenar-se em 1812.

Nomeado vigário de São Mateus em Gênova, inscreveu-se na Congregação dos Missionários Suburbanos, fundada em 1773, para se dedicar às pregações populares. Além disso, ensinou retórica, por uma dezena de anos, no colégio de Carcare, e, depois, no seminário de Gênova.

Era membro da diretoria da sociedade econômica, que mantinha um asilo de caridade e trabalho para órfãos, por isso, convidou um grupo de senhoras para ajudar neste asilo e, assim, nasceu o Instituto das Filhas de Maria do Horto.

Desempenhou as funções episcopais com muito zelo apostólico, visitando todas as paróquias da diocese. Morreu, em Piacenza, em 7 de junho de 1846. Foi beatificado por Pio XI, em 1925, e canonizado por Pio XII 1951.

Santo Antônio Maria Gianelli, rogai por nós!